Ele não é “de verdade”

O Mundo real é logo aqui

A alguns dias atrás me veio uma ideia que ainda não havia refletido antes. Pessoas estão saindo ou excluindo pessoas de um grupo quando eles não atendem mais aos propósitos dos grupos.

Vamos relembrar a questão do Charlie Hebdo. No mesmo dia do atentado os muçulmanos de boa estirpe já sairam as ruas falando…

Eles não são islâmicos, não representam os muçulmanos.

Passados alguns dias houve um jogo de futebol onde os torcedores do time vencedor quebraram o estádio do time perdedor. No dia seguinte alguns comentaristas já saíram falando

eles não são torcedores de verdade, um torcedor que se preze não fariam tal aberração

. Sem falar nos programas de esporte falando…

esses jogadores não jogam mais o futebol de verdade

Voltando um pouco mais atrás (por volta de um ano e meio), lembrei-me do caso das manifestações de rua no Brasil. Ao final de cada manifestação um grupo aterroriza tudo que está por perto (até a polícia) mas na mesma noite o apresentador de programa policial vem aqui e nos fala…

esses caras são arruaceiros, não são manifestantes de verdade

Eu fico só de olho analisando a situação.

Voltando algum tempo atrás, na época das cruzadas, época das maiores barbares perpetradas pela igreja católica no mundo. Você percebe que hoje em dia a cúria pode achar que aqueles bárbaros eram

cristãos de verdade

será que eram mesmo cristãos?

Indo para o campo da política, lembramos que vivemos tempos de petrolão. Sim petrolão e todas as suas implicâncias no nosso mundo real. Ora vejamos, como os líderes do governo atribuem aos que perpetraram malfeitos ao seu grupo?

eles não eram petistas de verdade, e estes empresários não são empresários de verdade, não são banqueiros de verdade

sério que não?

Em um programa de entrevistas a entrevistada comunista relatou um curioso fato sobre uns grupos que não julga serem “de verdade“…

Os regimes em Cuba e na Coreia do Norte não são comunismo de verdade

Outro dia vi um cantor reclamar que não se faz mais rock como antigamente;

Esses caras não são roqueiros de verdade

será que é isto mesmo pessoal?

Ora vamos por os pingos nos ís. Eles são sim políticos de verdade, banqueiros de verdade, roqueiros de verdade, torcedores de verdade, jogadores de verdade, cristãos de verdade, muçulmanos de verdade, manifestantes de verdade. Sim eles são tudo de verdade.

Estes indivíduos ou grupos foram cozinhados em seus grupos, mesmo porque o que eles querem mesmo é estar em um grupo, o grupo protege, o grupo dá propósito e o grupo dá aquela facilitadinha quando as coisas complicam.

Vamos viver um Brasil de verdade, um Brasil que não term vergonha da própria luta. Todos estes acima citados são filhos teus dessa terra adorada ou nem tanto. Não vamos ter ódio de nosso legado, ele nos molda para o bem ou para o mal.